Yomitai – Estação Multimídia

Eventos

25.11.23

O Poço da Mulher-Falcão em cartaz no Sesc Consolação

O Centro de Pesquisa Teatral do Sesc São Paulo – CPT_SESC foi transformado em um cenário místico e poético com a estreia do espetáculo de teatro-dança “O Poço da Mulher-Falcão”. A temporada teve início em 1º de novembro e se estende até 14 de dezembro, no Sesc Consolação.

Inspirada na obra de “At the Hawk’s Well”, do poeta e dramaturgo irlandês, William Butler Yeats, a peça conta com direção e dramaturgia de Emilie Sugai e Fabio Mazzoni e aborda a eterna busca da natureza humana pela transcendência e a procura pelo inacessível.

Sugai, expoente da dança butô no Brasil, conduz um espetáculo que celebra a dança. Já o diretor Fábio Mazzoni cria imagens poéticas a partir dos elementos cênicos e objetos do próprio cenário, como o uso de panelões de luz, que se integram à performance dos artistas, dando dinamismo à narrativa.

A peça, que conta com a participação do performer Toshi Tanaka e figurinos de Telumi Hellen, convida o público a um mergulho no universo lúdico proposto pela interpretação e encenação.

A Mulher-Falcão e seus poderes sorenaturais

Três personagens principais compõem a ação dramática original:

– A guardiã do poço, que ora se transmuta em Mulher-Falcão, ora se manifesta como a feiticeira da floresta;

– O velho homem que há cinquenta anos vive ao lado do poço, com o desejo de encontrar a sabedoria interior divina e alcançar a imortalidade;

– O jovem Cuchullain, herói da mitologia celta, que subitamente surge em cena, ávido por beber da mesma fonte milagrosa.

O local é protegido pela enigmática guardiã, que se transmuta em um falcão, e dança de forma mágica, movendo-se como uma ave de rapina bela e ousada.

A dança é o “instinto de vida”, que aspira em reencontrar a unidade entre o corpo e a alma, numa busca pela libertação alcançada no êxtase. De acordo com os xamãs, é pela dança que se consuma a ascensão para o mundo dos espíritos.

Com seus movimentos mágicos, a Mulher-Falcão revela seus poderes sobrenaturais, trazendo o velho e o jovem para a realidade da vida terrena. Yeats exprime, pelo poder de sedução da dança, a necessidade do homem de livrar-se do perecível.

O falcão é a perseguição do abstrato, o jovem é a natureza contraditória do sacrifício e o velho, a amargura, solidão e egoísmo.

 

União das tradições do oriente e a interpretação ocidental

Além dos personagens da peça, a encenação dá vida a ‘seres imaginários’, numa referência à obra “O Livro dos Seres Imaginários”, de Jorge Luis Borges, desempenhando um papel central na representação da conexão entre corpo e alma, e que emergem da escuridão, ligando-se às histórias pessoais dos artistas, e evocando mestres e ancestrais.

A narrativa é conduzida por uma coreografia que busca conectar o corpo individual ao coletivo, com influências do Suriashi japonês (deslizar com os pés) para trazer o mundo poético do corpo performativo, e uma aproximação com o butô pelo aspecto da leveza e do luminoso.

Com poucos elementos cênicos, a produção concentra-se na força do corpo, na sonoridade das vozes e em uma trilha sonora envolvente. O espaço é vazio, em um ambiente de pouca luz, onde sons de pássaros ecoam, e uma atmosfera de obscuridade e magia se desvela.

Esta ausência de cenário, inspirada pelo minimalismo do Teatro Nô japonês, reflete a busca de Yeats por uma simplicidade que pudesse expressar a harmoniosa síntese de ideias, sentimentos e imagens.

Por outro lado, o figurino, apesar de parecer disforme à luz, ganha sentido quando explorado o conceito de sombra e luz, tornando-se um elemento estético, inspirado por artistas como Bosch e Caravaggio.

‘O Poço da Mulher-Falcão’ é o resultado desse experimento, uma obra que transcende fronteiras culturais, unindo de maneira única a tradição oriental com a interpretação ocidental.

O Poço da Mulher-Falcão
Data: até 14 de dezembro
Horários: quartas e quintas, às 20 horas, e feriados às 18 horas
Local: Sesc Consolação
Endereço: Rua Dr. Vila Nova, 245 – São Paulo – SP
Duração: 50 min.
Classificação indicativa: 12 anos
Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena)
Vendas online pelo site e no aplicativo Credencial Sesc SP e presencialmente nas bilheterias das Unidades do Sesc
Lotação do espaço: 60 lugares
Informações: (11) 3234-3000

Comentários