Yomitai – Estação Multimídia

Notícias

03.03.22

Já ouviu falar na lenda de Hamauri?

No dia 3 de março do antigo calendário lunar, o povo de Okinawa, ilha localizada ao sul do Japão, realiza uma espécie de ritual chamado Hamauri. O termo vem da junção de duas palavras, que significam hama = praia e uri = descer.

Esta é uma data em que as meninas costumam sair de casa com seus familiares, rumo à praia. Acredita-se que o mar tem o poder de afastar maus espíritos e qualquer energia negativa. Além disso, as famílias aproveitam a maré baixa e o clima ameno da época, para colher conchinhas, algas do mar que, normalmente, os levam para cozinhar no jantar, fazer piquenique e se divertir.

  • Foto: Memorial de okinawa
  • Foto: Memorial de okinawa

A tradição do Hamauri surgiu de uma lenda que conta a história de uma jovem menina que recebeu a visita de um nobre e misterioso rapaz. Eles se apaixonaram e, tempos mais tarde, ela engravidou, mas não conhecia a história de seu amado.

Quando os pais da garota descobriram que ela estava grávida, pediram que colocasse uma agulha com um fio comprido na parte inferior do quimono de seu amado, numa próxima visita que ele fizesse. Naquela mesma noite, ela atendeu o pedido de seus pais e colocou a agulha enquanto o jovem dormia.

Na manhã seguinte, os pais da menina seguiram o fio, entraram em uma floresta e, quando chegaram numa caverna, encontraram uma cobra enrolada, que disse-lhes o seguinte:

Se a menina não entrar no mar para purificar o seu corpo, ela dará luz aos seus filhos”.

A partir daí, descobriram que o rapaz era, na verdade, um espírito maligno e, ao retornarem para casa, levaram imediatamente sua filha ao mar para purificar-se e, então, cobras mortas saíram de dentro dela. O feitiço foi quebrado e o nobre rapaz nunca mais foi visto.

Como toda lenda, existem várias versões para contar a origem do Hamauri. Se você conhecer outra história, compartilhe conosco nos comentários deste post!

Comentários